qua. jan 22nd, 2020

Princípios da Educação Financeira

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) define que a Educação Financeira é um processo em que o indivíduo faz escolhas conscientes e se mantém bem informado a respeito da economia para, assim, elaborar a melhor forma de lidar com seu dinheiro.
Colocar tudo na ponta do lápis é importante, mas a educação financeira vai além de planilhas: trata-se de um comportamento. É preciso desenvolver novos hábitos que façam seus gastos se encaixarem no seu orçamento e ainda permitam a realização de seus sonhos.

Passo a passo da Educação Financeira

Pense na segurança financeira
Seus filhos estudam? Têm plano de saúde? Você paga contas? Tem carro? Avalie suas contas fixas e essenciais, e identifique quanto dinheiro é preciso para ter uma segurança financeira e conseguir manter as coisas importantes em caso de imprevistos. Este estágio da educação financeira também inclui pensar em um bom plano de aposentadoria.

Independência financeira

Conquistar a independência financeira significa não precisar mais trabalhar para viver, o que não significa que a pessoa pode fazer tudo o que desejar sem se preocupar com os gastos.

Liberdade financeira
A liberdade financeira implica em liberdade total de escolha: a pessoa faz o que quiser, sem precisar planejar ou economizar por muito tempo.
Educação financeira significa modificar hábitos, aprender a controlar gastos e ganhos. Se cada cidadão se conscientizar disso, verá mudanças não só em suas próprias vidas, mas também na vida econômica de todo o país.